INFATEC desenvolve aplicativo que promete reduzir a evasão escolar e melhorar as notas dos alunos no Brasil

Especialistas em TI no Piauí desenvolvem ferramenta tecnológica usada via tabletes e smatphones para aumentar freqüência escolar A permanência de crianças e adolescentes na escola ainda é um grande desafio para o governo. Dados do Programa das Nações Unidas, (Pnud) revelam que um  a cada quatro alunos que inicia o ensino fundamental no Brasil desiste no […]

11 de maio de 2015

Especialistas em TI no Piauí desenvolvem ferramenta tecnológica usada via tabletes e smatphones para aumentar freqüência escolar

A permanência de crianças e adolescentes na escola ainda é um grande desafio para o governo. Dados do Programa das Nações Unidas, (Pnud) revelam que um  a cada quatro alunos que inicia o ensino fundamental no Brasil desiste no meio do caminho, antes de completar a última série.

Entre os motivos dessa evasão de alunos está muitas vezes a falta de controle dos pais, que nem sempre conseguem acompanhar de perto a freqüência escolar do filho por causa da falta de tempo. Muitos pais trabalham o dia todo e não conseguem fazer esse acompanhamento.

Para amenizar o problema da evasão escolar no país especialistas em TI da empresa INFATEC, no Piauí, desenvolveram o primeiro aplicativo do Brasil, Diário Sincronizado ON&OFF, capaz de oferecer aos pais o controle de freqüência e notas dos filhos todos os dias sem necessariamente precisar ir na escola e assim aproximar a família da sala de aula.

O aplicativo Diário Sincronizado ON&OFF, uma solução tecnológica de dentro da sala de aula. O aplicativo funciona em tablets e smartphones, o qual foi criado para atender a essa demanda.

O aplicativo é manuseado pelo próprio professor para lançamento rápido de conteúdo de aula, frequência do aluno, notas e atualizar dados de altura e peso do aluno para cálculo do IMC (Índice de Massa Corpórea), sendo possível o funcionamento mesmo o dispositivo estando sem internet tendo em vista que o aplicativo realiza automaticamente uma sincronização de dados com o sistema de gestão escolar no momento em que capta sinal de internet no dispositivo, agilizando, dessa forma, o trabalho diário dos professores pela facilidade do  uso e a mobilidade que os smartphones e tablets oferecem.

E os pais, principais atores na freqüência escolar dos filhos, tem acesso a todas as informações via SMS, sem precisar ter internet. No momento em que o professor faz a chamada em sala de aula os paisdos alunos  já são informados, via SMS, se o filho está na escola.

O aplicativo  foi implantado há dois anos em alguns municípios do país como Caxias, no Maranhão e Ibirité, em Minas Gerais.

Dados da secretaria de educação de Caxias mostram uma redução de 90 por cento nas faltas dos alunos, em 2014, o que resultou no maior índice de aprovação e por conta disso muitas famílias puderam renovar a assistência do governo federal, o Bolsa Família.

Uma pesquisa feita pela capitalMkt revelou a satisfação dos professores em não precisar mais usar o diário de papel. ” Com esse aplicativo o professor economiza tempo e o meu ambiente agradece por não ser preciso usar papel para lançar a freqüência e notas dos alunos” disse Agamenon Santa Cruz ( Presidente- Infatec).

Professores das aldeias quilombolas, em Caxias, também ja estão usando a ferramenta.

Para o presidente da INFATEC, Agamenon Santa Cruz, o aplicativo traz uma revolução ao sistema de dados das escolas de todo Brasil, por isso a ideia é que todas as cidades do país consigam a implantação do programa, que tem um custo baixo para as prefeituras, de R$ 2,50 por aluno.

Vale ressaltar que uma ferramenta tecnológica como essa pode ajudar o Brasil a reduzir a taxa de abandono escolar. O relatório do Pnud, de 2012 trouxe o índice de  24,3% de evasão escolar.

O percentual coloca o Brasil com a terceira maior taxa de abandono escolar entre os 100 países com maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

O relatório apontou ainda que  1,6 milhão de alunos do ensino básico que abandonaram a escola, em 2012, mais de 1,5 milhão cursava a rede pública, tanto no nível fundamental (762 mil) quanto no médio (760 mil).

“Ter uma ferramenta tecnológica que possibilita o controle da freqüência escolar significa aumentar as notas e o índice de aprovação nas escolas” , falou Agamenon Santa Cruz,  presidente da INFATEC.

Mara Mendes

Deixe uma resposta

Veja também

22 de outubro de 2019

Teste

Teste

29 de julho de 2015

Educação: governo federal lança plataforma digital para que sociedade apresente suas ideias

“Dialogar, em um país como o nosso, é fundamental”, disse a presidenta da República, Dilma Rousseff, durante a cerimônia de lançamento do Dialoga Brasil, nesta terça-feira, 28, em Brasília. De utilização simples e dinâmica, a plataforma digital tem o objetivo de recolher ideias da população, possibilitando uma interação direta entre a sociedade civil e o […]

27 de julho de 2015

SUS gasta R$ 6,3 milhões com acidentados no trânsito no Piauí

O Sistema Único de Saúde (SUS) gastou R$ 6,3 milhões em internações por acidentes de trânsito em 2014 no Piauí, segundo dados do Sistema de Informação Hospitalar. No topo dos atendimentos mais recorrentes estão os relacionados aos acidentes envolvendo motociclistas. Neste mesmo ano, foram 811 acidentes, com 804 feridos e 120 mortos, o que representa […]

Fale conosco

W3C

Encontre-nos em diversos cantos do país