Governo federal mantém previsão de recursos destinados a programas de educação básica

O governo federal vai manter os recursos previstos para programas voltados para a educação básica, como merenda e transporte escolar e o Programa Dinheiro Direto na Escola. A afirmação foi feita pelo ministro Renato Janine Ribeiro, em audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 10. O ministro também garantiu os […]

12 de junho de 2015

O governo federal vai manter os recursos previstos para programas voltados para a educação básica, como merenda e transporte escolar e o Programa Dinheiro Direto na Escola. A afirmação foi feita pelo ministro Renato Janine Ribeiro, em audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 10. O ministro também garantiu os repasses para o custeio de universidades e institutos federais.

Para Janine, a situação econômica do país exige uma reformulação em programas como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Ciências Sem Fronteiras, porém esses programas devem continuar. “Temos limites no orçamento, não podemos propor ou prometer o que não é viável agora”, disse. No quesito obras, ele salientou que o MEC estabeleceu uma diretriz para o repasse dos recursos. “Obras que estão avançadas serão concluídas. Obras que estão muito no início serão adiadas”, disse.

O Fies, que teve a segunda edição de 2015 confirmada ontem pelo ministro, deve sofrer alterações, ele explicou. Serão priorizados os cursos de maior qualidade de acordo com a avaliação do MEC; cursos nas áreas de ciências da saúde, engenharia e formação de professores; e os financiamentos para as regiões Norte e Nordeste. “Na primeira edição de 2015, cerca de 55% dos financiamentos foram para cursos de formação de professores, saúde e engenharia. Já os cursos com conceito 5 passaram de oito para 20% dos financiamentos, isso são mais de 30 mil vagas”, concluiu.

Aos deputados, Janine voltou a falar da importância do Plano Nacional de Educação (PNE), lembrando que várias leis terão de ser regulamentadas, nas esferas estadual e municipal, para implantar o plano. “Estados e municípios têm até o dia 24 de junho para sancionar seus planos de educação”, lembrou.

Fonte: Portal do Ministério da Educação

Deixe uma resposta

Veja também

9 de abril de 2021

Projeto Sala de Gestão e Governança visa comunicação entre a Secretaria de Educação Básica e os municípios

  As mudanças na sociedade em decorrência da pandemia de Covid-19 também afetaram diretamente a educação como um todo e a educação básica de forma particular. Por isso, a Secretaria de Educação Básica (SEB), do Ministério da Educação (MEC), colocou à disposição das prefeituras a Sala de Gestão e Governança da Educação Básica. A SEB […]

8 de abril de 2021

Treinamento ressalta excelente aceitação do sistema PEGE em escolas de Codó e Olho D’ das Cunhas

Promover o desenvolvimento do ambiente escolar através da integração de gestores, professores e alunos, esse é o papel do Programa Estatístico e Gestor Escolar (PEGE) da Infatec Soluções Tecnológicas. Para isso a empresa promoveu nos dias 16 e 17 de Março o treinamento de Diretorias de Ensino na cidade de Codó, no Maranhão. A Gestora […]

29 de julho de 2015

Educação: governo federal lança plataforma digital para que sociedade apresente suas ideias

“Dialogar, em um país como o nosso, é fundamental”, disse a presidenta da República, Dilma Rousseff, durante a cerimônia de lançamento do Dialoga Brasil, nesta terça-feira, 28, em Brasília. De utilização simples e dinâmica, a plataforma digital tem o objetivo de recolher ideias da população, possibilitando uma interação direta entre a sociedade civil e o […]

Fale conosco

W3C

Encontre-nos em diversos cantos do país