Governo federal mantém previsão de recursos destinados a programas de educação básica

O governo federal vai manter os recursos previstos para programas voltados para a educação básica, como merenda e transporte escolar e o Programa Dinheiro Direto na Escola. A afirmação foi feita pelo ministro Renato Janine Ribeiro, em audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 10. O ministro também garantiu os […]

12 de junho de 2015

O governo federal vai manter os recursos previstos para programas voltados para a educação básica, como merenda e transporte escolar e o Programa Dinheiro Direto na Escola. A afirmação foi feita pelo ministro Renato Janine Ribeiro, em audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 10. O ministro também garantiu os repasses para o custeio de universidades e institutos federais.

Para Janine, a situação econômica do país exige uma reformulação em programas como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Ciências Sem Fronteiras, porém esses programas devem continuar. “Temos limites no orçamento, não podemos propor ou prometer o que não é viável agora”, disse. No quesito obras, ele salientou que o MEC estabeleceu uma diretriz para o repasse dos recursos. “Obras que estão avançadas serão concluídas. Obras que estão muito no início serão adiadas”, disse.

O Fies, que teve a segunda edição de 2015 confirmada ontem pelo ministro, deve sofrer alterações, ele explicou. Serão priorizados os cursos de maior qualidade de acordo com a avaliação do MEC; cursos nas áreas de ciências da saúde, engenharia e formação de professores; e os financiamentos para as regiões Norte e Nordeste. “Na primeira edição de 2015, cerca de 55% dos financiamentos foram para cursos de formação de professores, saúde e engenharia. Já os cursos com conceito 5 passaram de oito para 20% dos financiamentos, isso são mais de 30 mil vagas”, concluiu.

Aos deputados, Janine voltou a falar da importância do Plano Nacional de Educação (PNE), lembrando que várias leis terão de ser regulamentadas, nas esferas estadual e municipal, para implantar o plano. “Estados e municípios têm até o dia 24 de junho para sancionar seus planos de educação”, lembrou.

Fonte: Portal do Ministério da Educação

Deixe uma resposta

Veja também

22 de outubro de 2019

Teste

Teste

29 de julho de 2015

Educação: governo federal lança plataforma digital para que sociedade apresente suas ideias

“Dialogar, em um país como o nosso, é fundamental”, disse a presidenta da República, Dilma Rousseff, durante a cerimônia de lançamento do Dialoga Brasil, nesta terça-feira, 28, em Brasília. De utilização simples e dinâmica, a plataforma digital tem o objetivo de recolher ideias da população, possibilitando uma interação direta entre a sociedade civil e o […]

27 de julho de 2015

SUS gasta R$ 6,3 milhões com acidentados no trânsito no Piauí

O Sistema Único de Saúde (SUS) gastou R$ 6,3 milhões em internações por acidentes de trânsito em 2014 no Piauí, segundo dados do Sistema de Informação Hospitalar. No topo dos atendimentos mais recorrentes estão os relacionados aos acidentes envolvendo motociclistas. Neste mesmo ano, foram 811 acidentes, com 804 feridos e 120 mortos, o que representa […]

Fale conosco

W3C

Encontre-nos em diversos cantos do país